A BGS e o público de shopping

18743
Oct
16

A BGS e o público de shopping

A BGS veio e se foi mais um ano e com ela volta um questionamento antigo meu, que sempre me incomodou, mas nunca o suficiente para escrever um texto sobre o assunto.

Todos os anos, na BGS, várias empresas montam seus estandes, sempre lindos, iluminados e cheios de atrações para o público.

WhatsApp Image 2017-10-16 at 16.41.21 (1)

Claro que como em todos os eventos, as marcas têm aquele costume de trazer mulheres com roupas mínimas e embaladas a vácuo e como não podiam faltar em um evento gamer, as modelos que são pagas para vestirem cosplay de personagens que nunca tinham visto antes na vida.

A minha crítica não é a este ponto, no entanto, pois estes não passam de artifícios para o real alvo de minhas críticas: as vendas.

WhatsApp Image 2017-10-16 at 16.41.21 (2)

No showfloor, vemos marcas que geralmente ficam distantes do seu público, sempre escondidas atrás de um varejista, como é o exemplo dos Notebook gamers, como Acer, Samsung e a Dell (esta última, sendo a única com a venda através de seu próprio site, sendo o seu maior veículo).

O evento acontecendo em dias específicos e para um público limitado (público que, diga-se de passagem, já pagou um ingresso caro para entrar), espera-se que as marcas tragam o seu melhor jogo para a briga, não é mesmo? É o momento das marcas brilharem, serem conhecidas pelo mercado, terem os holofotes para si e conquistarem a sua fatia, na competição.

WhatsApp Image 2017-10-16 at 16.46.27 (1)

Percebe-se no entanto, que este intuito não existe, pois, ao falar com qualquer um dos atendentes no estande, percebe-se que nenhum deles tem um conhecimento muito aprofundado das máquinas, além dos jogos que elas já estão rodando no estande.

Os preços então, nem se fala, iguais ou maiores do que os dos varejistas.

Como é possível, um notebook que custa R$4999 numa loja qualquer, como uma Saraiva, custar os mesmos R$4999 nos estandes das marcas diretas?

Este é o preço de custo e as varejistas estão aceitando ter lucro zero? Vivemos em um mundo tão altruísta assim em que marcas ajudam umas às outras, incluindo concorrentes entre si?

WhatsApp Image 2017-10-16 at 16.41.22

Eu duvido muito que tenhamos atingido este nível de maturidade e é bem mais provável que as marcas tenham simplesmente replicado o preço de mercado, mesmo dentro do evento.

O engraçado é que você pode ir até mesmo nos estandes destas mesmas varejistas, já que empresas como Saraiva, Americanas e Casas Bahia estavam presentes no evento.

Nestas, eles têm uma jogada, clássica conhecida dos lojistas de shopping, o famoso “tudo pela metade do dobro”.

WhatsApp Image 2017-10-16 at 16.41.20

O notebook gamer da Samsung, o Odyssey, em sua versão mais simples com um i5 e uma GTX1050, que custa 3.399 normalmente, têm seu preço alterado para as varejistas.

O mesmo passa a custar R$3.999, isso mesmo, o preço é maior nas varejistas, mesmo que nos sites estas pratiquem um preço menor.

No entanto, não se engane, o pai de família, passeando com os filhos, em pleno dia das crianças, não pode ir a um evento destes, fazer o filho experimentar todos estes notebooks maravilhosos e falar que não vai levar o mesmo, por estar muito caro, não senhor, o senhor, por estar passeando aqui neste evento, receberá o EXCLUSIVO desconto de 15%, pagando apenas R$3.399 neste notebook maravilhoso.

WhatsApp Image 2017-10-16 at 16.41.23

Esta sórdida tática de aumentar o preço e oferecer um desconto percentual, para fazer com que o trouxa cliente, se sinta na vantagem, também é praticada dentro do evento.

As marcas não abrem mão de NENHUM centavo, nem mesmo em um evento especial.

O Xbox, um dos maiores concorrentes do Playstation, também estava lá pelos seus módicos R$1499, preço acima do praticado pelo mercado, mas com a vantagem de vir já com o jogo Minecraft em conjunto, quer você queira ou não.

WhatsApp Image 2017-10-16 at 16.46.26

A oportunidade perfeita para um console que está perdendo cada vez mais market share, ainda mais com a rescendência repentina da Nintendo, com o lançamento do Switch, a mesma que estava com um dos destaques da feira e alguns dos jogos mais populares do momento, Cuphead e PUBG, é desperdiçada completamente pela ganância de mais alguns reais.

No estande da Xbox ainda havia um porém, eles estavam sorteando um Xbox One para quem testasse 2 jogos na feira e conseguissem os carimbos em um cartão dado pelos atendentes.

Em minha humilde opinião, uma marca destas, que está brigando para manter sua posição e quem sabe expandir seu público, deveria usar este momento para extravasar toda a frustração latente pelos últimos resultados de mercado e sortear de uma vez uns 1000 consoles e vender em seu estande o Xbox pelo menor preço possível, é impossível ter prejuízo, eles já estão gastando, possivelmente, milhões somente para ter o estande ali naquele evento, por que não subsidiar uma expansão direta em seu público?

O que Xbox vendidos por 800 reais não fariam de diferença no mercado?

WhatsApp Image 2017-10-16 at 16.41.22 (1)

Uma feira que atraiu 300 mil pessoas, poderia uma ter uma grande taxa de conversão de pessoas que foram apenas para passear para potenciais compradores e novos fãs da marca.

Uma criança, cujo pai conseguiu comprar o Xbox apenas por que estava em promoção, leva esta impressão do console para todos os lugares em que vai, leva os amigos para jogar em sua casa, conta sobre seu novo videogame no recreio da escola, faz a famosa propaganda boca-a-boca e logo os círculos amizades destes novos fãs, poderiam decidir investir no mesmo videogame, mesmo tendo que pagar full price

WhatsApp Image 2017-10-16 at 16.54.44

Uma das maiores filas, no estande do Xbox (tirando obviamente PUBG e Sea of Thieves que eram praticamente as estrelas da empresa), era a constante fila de crianças no Minecraft, um jogo que saiu 7 anos atrás, ou seja, é perceptível o quão inacessível é a marca, no geral, mesmo para o público que já está convencido de seu valor.

O prejuízo tomado nas vendas se tornaria um investimento estratégico, fora que um fã convertido, poderia ser um fã de longo prazo, que compraria as próximas versões do console ou então mesmo um que continuaria trazendo lucro, ao comprar mais e mais jogos ao longo dos anos.

WhatsApp Image 2017-10-16 at 16.41.24

A mesma marca que dá coisas de graça para milhares de YouTubers, tem medo de sortear mais do que um produto em um evento com 300 mil participantes.

Um resumo deste post seria: Por que na BGS você paga mais caro em TUDO, mesmo estando em contato direto com as marcas, sem nenhum intermediário?

Compartilhe essa quest!

About Eddy Quest

Jogo games desde criança (grande coisa) sou estudante de Ciência da Computação, aficcionado por tecnologia, quadrinhos e por minha noiva Gih (que também posta aqui), sempre acreditei ter um pouco de jornalista, quando percebi que estava errado, resolvi criar um blog, me acompanhem!

Quest 1: Curtir!

Quest 2: Descobrir!

ipv6 ready